Research

2 pages
76 views

I-16. Tratamento de superfície e material reparador na adesão a compósito com matriz silorane

of 2
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Description
I-16. Tratamento de superfície e material reparador na adesão a compósito com matriz silorane
Transcript
  rev port estomatol med dent cir maxilofac.  2013; 54(S1) : e 1– e 59  e7 I-14. Efeito do método de polimerizac¸ão naprofundidade de polimerizac¸ão decompósitos bulk-fill Frederico Catalão ∗ , João Pitta Lopes, SofiaArantes-Oliveira, Jaime Portugal Faculdade de Medicina Dentária da Universidadede Lisboa (FMDUL) Objetivos:  Avaliar influência do método defotopolimerizac¸ão na microdureza e na profundidade depolimerizac¸ão de seis compósitos bulk-fill. Comparar doismétodos utilizados para determinar a profundidade depolimerizac¸ão. Materiais e métodos:  A profundidade de polimerizac¸ãofoi determinada através do método ISO 4049 e do rácio demicrodureza. Os espécimes foram divididos em 24 gruposde acordo com as combinac¸ões possíveis entre compósito(Tetric EvoCeram Bulk Fill, x-tra base, x-tra fill, Filtek Bulk Fill,SonicFill, SDR) e método de fotopolimerizac¸ão (600mW/cm 2 -20s; 1200mW/cm 2 -10s; 600mW/cm 2 -40s; 1200mW/cm 2 -20s).Foram fabricados espécimes de dimensão padronizada(2x2x7mm), para a determinac¸ão da microdureza Knoop erácio da microdureza (n=5), e espécimes cilíndricos com4mm de diâmetro e 10-12mm de altura, para a determinac¸ãosegundo a norma ISO 4049 (n=2). Os dados de microdurezaforamanalisadoscomtestesnãoparamétricosKruskal-Wallisseguido de comparac¸ões múltiplas de acordo com o métodoLSD às ordens (alfa=0,05). Resultados:  Os valores de microdureza variaram entre 14,2KHN (Filtek Bulk Fill - 1200mW/cm 2 -10s) e 51,4 KHN (Sonic-Fill - 1200mW/cm 2 -20s). O teste de Kruskal-Wallis revelouinfluência estatisticamente significativa (p<0,001) do compó-sito sobre a microdureza. Os compósitos x-tra base, FiltekBulk Fill e SDR apresentaram valores de microdureza estatis-ticamente mais baixos (p<0,05) que os compósitos x-tra fil,Tetric EvoCeram Bulk Fill e SonicFill. Não foram observadasdiferenc¸as estatisticamente significativas entre os métodosdepolimerizac¸ão(p=0,244).Aprofundidadedepolimerizac¸ãosegundo a ISO variou entre 2,92mm (Tetric Evoceram BulkFill - 600mW/cm 2 -20s) e 4,97mm (x-tra base - 600mW/cm 2 -40s). A profundidade de polimerizac¸ão obtida com o ráciode microdureza variou entre 1mm para o Tetric EvoceramBulk Fill (600mW/cm 2 -20s; 1200mW/cm 2 -10s) e 4mm, paraos compósitos x-tra fil (1200mW/cm 2 -20s) e Filtek Bulk Fill(600mW/cm 2 -20s; 600mW/cm 2 -40s; 1200mW/cm 2 -20s). Conclusões:  As resinas compostas utilizadas como fillapresentam uma microdureza superior às utilizadas comobase. A microdureza das resinas compostas não foi afetadapelo método de polimerizac¸ão. Nem todos os compósi-tos apresentam a profundidade de polimerizac¸ão reclamadapelos fabricantes. O método recomendado pela normaISO 4049 permitiu obter uma maior profundidade depolimerizac¸ão superior ao obtido pelo rácio de microdureza.(Trabalho desenvolvido no UICOB, unidade  I &D n ◦ 4062daFCT).http://dx.doi.org/10.1016/j.rpemd.2013.12.015 I-15. Influência de matrizes oclusais napolimerizac¸ão de um compósito: análise demicrodureza  João Pitta Lopes ∗ , Frederico Catalão, Gonc¸aloBarragán, Jaime Portugal, SofiaArantes-Oliveira Faculdade de Medicina Dentária da Universidadede Lisboa (FMDUL) Objetivos:  Determinar a influência de três materiais com afunc¸ão de matriz oclusal, na eficácia da fotopolimerizac¸ão emprofundidade de uma resina composta, e avaliar se permitemevitar a inibic¸ão da polimerizac¸ão da camada superficial daresina por parte do oxigénio. Materiais e métodos:  Cem espécimes de resina composta(GrandioSO; VOCO) com 2mm de espessura, foram fotopoli-merizados durante 20 segundos com um LED (800 mW/cm 2 )através da interposic¸ão do material em estudo. Os materiaisutilizados (Registrado Clear; VOCO, Memosil 2; Heraeus Kul-zer e Bite-perf; BITEPERF Dental Products) foram preparadoscom 1 e 2mm de espessura. Para os grupos em que se uti-lizou uma matriz de acetato e sem tira de acetato, a pontada luz foi afastada 1 e 2mm. Desta forma foram testados dezgrupos (n=10) segundo o material e a distância da luz. Após24 horas efetuaram-se testes de microdureza Knoop na basee no topo dos espécimes. Os dados foram tratados com umaMANOVA de duas dimensões, seguindo-se testes estatísticospost-hoc, pelo método de Tukey, estabelecendo-se 5% comonível de significância. Resultados:  Os grupos em que se utilizou a tira de acetatoobtiveram valores de microdureza Knoop no topo estatisti-camente superiores (p<0,05) aos obtidos nos outros grupos.Para a análise, o grupo do Bite-perf alcanc¸ou valores estatis-ticamente inferiores em relac¸ão à utilizac¸ão de acetato, massuperiores ao restantes grupos (p<0,05). Para a base, o grupodo Bite-perf apresentou valores de microdureza estatistica-menteinferioresemrelac¸ãoatodososoutrosgrupos(p<0,05).Os restantes valores de microdureza da base não foram signi-ficativamente diferentes (p> =0,05). Conclusões:  De acordo com os resultados deste estudoin vitro, pode concluir-se que o Bite-perf foi o único mate-rial que interferiu com a polimerizac¸ão em profundidade daresina composta e o único que indicia prevenir a inibic¸ãoda polimerizac¸ão pelo oxigénio. (Trabalho desenvolvido noUICOB, unidade  I &D n ◦ 4062da FCT).http://dx.doi.org/10.1016/j.rpemd.2013.12.016 I-16. Tratamento de superfície e materialreparador na adesão a compósito com matrizsilorane Rita Matos Cardoso ∗ , Gonc¸alo Barragán, InêsPinheiro, Ana Filipa Chasqueira, SofiaArantes-Oliveira, Jaime Portugal Faculdade de Medicina Dentária da Universidadede Lisboa (FMDUL)  e8  rev port estomatol med dent cir maxilofac.  2013; 54(S1) : e 1– e 59 Objetivos:  Avaliar a influência do tratamento de superfíciee do material de reparac¸ão (adesivo/compósito) na resistênciaadesiva a um compósito com matriz de silorane. Materiais e métodos:  Após a fabricac¸ão de 80 discosde compósito Filtek Silorane (6 x 2mm), foram aleatoria-mente selecionados 20 espécimes para constituir 2 gruposde controlo, em que o compósito reparador (Filtek Siloraneou Filtek Z250) foi imediata e diretamente aplicado, semcondicionamento mecânico nem sistema adesivo (n=10).Os restantes 60 espécimes foram submetidos a um períodode 7 dias em estufa (37 ◦ C , 100% de humidade relativa) edivididos em 2 grupos de acordo com o condicionamentomecânico de superfície realizado (jato de óxido de alumí-nio com 50  m ou broca diamantada). O material reparador(Silorane System Adhesive/Filtek Silonare; Adper ScotchbondMulti-Purpose/Filtek Z250; Scotchbond Universal/Filtek Z250)constituiu a base para a divisão de cada um destes grupos.Foram assim constituídos 6 grupos experimentais (n=10).Após um período de 72 horas, em que os espécimes repa-rados foram armazenados com humidade relativa de 100%a 37 ◦ C, foram realizados os ensaios de resistência ade-siva sob tensões de corte (Instron, 0,5mm/min, 1kN). Otipo de falha de união obtido foi classificado em: adesivo,coesivo ou misto. Os dados obtidos nos testes de adesãoe análise do tipo de falha foram analisados estatistica-mente com testes não paramétricos segundo Kruskal-Wallis(alfa=0,05). Resultados:  Os valores médios de resistência adesiva vari-aram entre 2,4MPa e 44,4MPa. O material de reparac¸ãoinfluenciou de forma estatisticamente significativa (p<0,001)os valores de adesão. Não se observaram diferenc¸as sig-nificativas (p>=0,05) entre os tratamentos de superfície. OgruporeparadocomSiloraneSystemAdhesive/FiltekSilonare,após jato de óxido de alumínio, e os dois grupos repara-dos com Scotchbond Universal/Filtek Z250 foram os únicosqueobtiveramvaloresderesistênciaadesivaestatisticamentesemelhantes (p>=0,05) ao grupo controlo reparado imediata-mente com Filtek Silorane. Os grupos controlo reparados comFiltek Silorane e Filtek Z250 obtiveram 100% de falha coesivae adesiva, respetivamente. Não se observaram diferenc¸as sig-nificativas (p=0,733) entre o tipo de falha obtido nos 6 gruposexperimentais. Conclusões:  O adesivo Scotchbond Universal permitiu areparac¸ão do Filtek Silorane com um compósito à base demetacrilato, atingindo valores de adesão similares aos daresistência coesiva do Filtek Silorane. (Trabalho desenvolvidono UICOB, unidade  I &D n ◦ 4062da FCT).http://dx.doi.org/10.1016/j.rpemd.2013.12.017 I-17. Estudo da microinfiltrac¸ão marginal doOptibond TM XTR através de radioisótopos Sofia Laranjo ∗ , Margarida Abrantes, MariaFilomena Botelho, João Casalta, AnabelaPaula, Eunice Carrilho Faculdade de Medicina da Universidade deCoimbra (FMUC-MD) Objetivos:  Avaliac¸ão da microinfiltrac¸ão marginal derestaurac¸ões dentárias com o sistema adesivo Optibond TMXTR através do radioisótopo 99m Tc. Materiais e métodos:  30 molares humanos íntegros foramselecionados e secionados em 2 partes iguais no sentido oclu-sogengival. Classes  V  (4mm/3mm/3mm) foram preparadasnas faces vestibular/lingual de cada espécime, conservandotodasasmargensemesmalte.Asespécimesforamdeseguidadivididas aleatoriamente em 4 grupos: 1- utilizac¸ão do Opti-bond TM XTR; 2- utilizac¸ão do Clearfil TM SE BOND; 3- ascavidades não foram restauradas; 4- utilizac¸ão do OptibondTM XTR. Nos grupo 1,2 e 4 o esmalte foi condicionado comácido ortofosfórico a 37%) antes da aplicac¸ão do sistema ade-sivo. Após este procedimento as cavidades foram restauradascom SonicFill TM. As espécimes foram conservadas em águadestilada a 37o C durante 7dias e, após este período, foramsubmetidas a um processo de termociclagem de 500 ciclos,com diferenc¸as de temperatura entre 5o C e 55o C e ciclos dedurac¸ão de30 segundos. 2 camadas de verniz vermelho foramaplicadasnafaceexternaàvoltadecadarestaurac¸ão,exceptono controlo negativo onde todas as coroas foram completa-mente seladas. As espécimes foram colocadas numa soluc¸ãode pertecnato de 99m Tc durante 3 horas. Após este períodoa radioatividade emitida foi contada através de uma câmeragama. A análise estatística foi feita através da aplicac¸ão doteste não paramétrico Kruskal-Wallis com correc¸ão de Bon-ferroni com nível de significância de 5%. Resultados:  Os resultados mostraram que não existemdiferenc¸as estatisticamente significativas entre os grupos res-taurados com Clearfil TM SE BOND e Optibond TM XTR. Conclusões:  Com base nos resultados deste estudo pode-mos concluir que o Optibond TM XTR não reduz o nível demicroinfiltrac¸ão marginal quando comparado com o ClearfilTM SE BOND.http://dx.doi.org/10.1016/j.rpemd.2013.12.018 I-18. Avaliac¸ão da rugosidade e microdurezade compósitos após diferentes técnicasbranqueamento Eunice Carrilho ∗ , Andreia Leal, AnabelaPaula, Amilcar Ramalho, Miguel Esteves,Manuel Marques Ferreira Faculdade de Medicina da Universidade deCoimbra (FMUC-MD), Faculdade de Ciências eTecnologias da Universidade de Coimbra Objetivos:  Este estudo teve como objetivo avaliar a rugo-sidade e a microdureza de duas resinas compostas após asubmissão à ac¸ão de 2 agentes de branqueamento: peróxidode carbamida a 10% e peróxido de hidrogénio a 35%. Materiais e métodos:  Prepararam-se sessenta espécimescilíndricos (10mmx2mm) de cada compósito (SonicFill (Kerr)- resina composta nanohíbrida; Filtek Supreme (3M ESPE) -nanopartículada), e dividiram-se em 6 grupos (n=20). Grupos1,2:armazenaram-seemsalivaartificial.Grupos3,4:peróxidodecarbamidaa10%.Grupos5,6:peróxidodehidrogénioa35%
Related Documents
View more...
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x